Dengue: elimine os principais focos da doença

Saiba o que fazer com vasos de plantas, calhas, piscinas e outros locais

POR REDAÇÃO - ATUALIZADO EM 17/03/2015

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), dengue é a doença tropical que se espalha mais rapidamente pelo mundo, sendo que 50 milhões de pessoas hoje já estão infectadas em todos os continentes. Os principais sintomas da dengue são febre aguda que se caracteriza por um início repentino, permanecendo por cinco a sete dias. O paciente apresenta dor de cabeça intensa, dores nas articulações e dores musculares, seguidas de erupções cutâneas três a quatro dias depois. A seguir, veja como prevenir a reprodução do mosquito transmissor:

Desobstrua calhas e cubra a caixa d'água

Tais medidas não exigem uma reforma na sua casa, mas são capazes de evitar a dengue. "Pesquisas realizadas em campo mostram que os grandes reservatórios, como caixas d'água, são os criadouros mais produtivos de dengue", afirma o entomologista Rafael. Por isso mantenha sempre suas caixas d'água cobertas com uma tampa adequada e sólida, evitando o uso de plásticos - uma vez que após a chuva eles também podem acumular água. "Fora os grandes focos, as larvas do mosquito podem ser encontradas em pequenas quantidades de água também", completa. Para evitar até essas pequenas poças, calhas e canos devem ser checados todos os meses, pois um leve entupimento pode criar reservatórios ideais para o desenvolvimento do Aedes aegypti. As calhas são um perigo quase invisível, pois, quando entupidas, são um ótimo criadouro para o mosquito e que sequer podemos ver. Além disso, limpe também marquises e rebaixos de banheiros e cozinhas, para evitar o acúmulo de água.

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.