Sete hábitos que ajudam a conviver melhor com gastrite

Forma de cozinhar, os temperos e como se lida com o estresse podem aliviar os sintomas

POR JÉSSIE PANEGASSI - PUBLICADO EM 11/11/2015

"Aquela dor no estômago que não passa, que comendo ou não aparece e acaba com o dia." Esta descrição é bastante comum para quem sofre de gastrite - que é uma inflamação, infecção ou erosão do revestimento do estômago. A comida, a bebida, os temperos, o trabalho e até os pensamentos podem piorar ou melhorar os sintomas da gastrite. Confira sete dicas para passar pelas crises de gastrite e evitá-las:

Abuse de alimentos que ajudam na digestão

Os alimentos que são mais facilmente digeridos pelo estômago ajudam indiretamente no tratamento da gastrite, "uma vez que eles aumentam o PH do estômago, diminuem a acidez gástrica e não forçam o estômago a trabalhar muito", explica o gastroenterologista David. Dentre os alimentos que ajudam na digestão estão as frutas não ácidas, como a laranja lima, banana, maçã, mamão e pera, uma salada leve e sem muito tempero, couve, iogurte desnatado com probióticos, biomassa de banana verde, carnes magras, como as de peixe e frango e, no caso da carne vermelha, que esteja sem a capa de gordura e com poucas enervações. Outra dica é "tomar chá de alecrim ou hortelã 30 minutos antes de dormir, pois eles diminuem a acidez e a azia, ajudando na digestão; e o suco de aloe vera, que tem alto poder cicatrizante, ou seja, se a pessoa tem uma ferida ou úlcera estomacal ele ajuda a cicatrizar", diz Marcela Voris, médica nutróloga da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN). Lembre-se que é preciso comer a cada três horas para não ocasionar a piora dos sintomas.

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.