Corpo em forma de pera é mais saudável que formato maçã

Quem tem bumbum e pernas avantajados corre menos riscos de ter problemas cardíacos

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 14/01/2010

Ter o corpo em formato de pera, quando a gordura se concentra nas coxas e no bumbum (periférica), é menos prejudicial à saúde do que ter o corpo em formato de maçã, quando a gordura é na região da barriga (visceral).

Essa é a conclusão de um estudo realizado pela Universidade de Oxford , na Inglaterra, que sugere que a gordura da região do quadril controla o os níveis de ácidos graxos no organismo e contém um agente anti-inflamatório que impede a obstrução das artérias.

O estudo, publicado na revista científica International Journal of Obesity, afirma que ter bumbum grande é preferível à gordura na região da cintura, que não oferece esse tipo de proteção e é mais danosa ao organismo.

PUBLICIDADE

Quando a gordura se concentra no tronco, os riscos de diabetes, doenças cardiovasculares e hipertensão são muito maiores. De acordo com os pesquisadores, a pouca gordura nos quadris pode levar a problemas metabólicos sérios, como a Síndrome de Cushing, uma desordem causada por altos níveis de cortisona do sangue e que causa aumento de peso.

Estudos anteriores demonstraram que é mais difícil queimar a gordura concentrada em torno das coxas e do bumbum do que a situada na região da cintura, o que é benéfico ao organismo já que quando a gordura destas regiões é quebrada muito depressa, libera substâncias conhecidas como citoquinas, que podem levar a inflamações no corpo.

Além disso, a gordura em torno do quadril também produz maiores quantidades do hormônio adiponectina, que protege as artérias e promove melhor controle da taxa de açúcar no sangue.

Os pesquisadores afirmam ainda que tratamentos futuros poderiam tentar aumentar a quantidade de gordura no quadril de pacientes que sejam propensos a ter problemas cardíacos.

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.