Infertilidade aflige mulheres que buscam a maternidade

No Brasil, um em cada seis casais apresenta problemas de fertilidade

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 20/01/2011

Conforme a mulher conquistou seu espaço no mercado de trabalho, a experiência da maternidade passou a ser uma escolha que ela considera enquanto trilha um caminho de realização muito mais abrangente do que, exclusivamente, casar e ter filhos. Poder de escolha que agrava a dor daquelas que esperam ansiosas a confirmação de uma gravidez que insiste em não acontecer, seja por disfunções suas ou de seus maridos.

A infertilidade feminina mexe diretamente com a característica que mais evidentemente diferencia a mulher de muitos outros seres vivos. O corpo da mulher é capaz de gerar uma nova vida dentro de si. A princípio, ele possui toda a engenharia de órgãos e processos biológicos para que ela seja um meio natural para a perpetuação da espécie. Mas, não tão raramente quanto se pensa, algum distúrbio altera esta capacidade inata e coloca em xeque a escolha desta mulher em ser mãe.

PUBLICIDADE
Gravidez tardia: riscos aumentam após os 35 anos de idade

Para a obstetra Mila Ribeiro Cerqueira, situações como esta fazem parte da rotina. Segundo a médica, no Brasil, um em cada seis casais apresenta problemas de fertilidade. "O casal é considerado infértil quando não consegue engravidar após o período de um ano de vida sexual ativa, sem o uso de qualquer método contraceptivo", explica.

Mila acrescenta que ao contrário do que se pensa, a mulher não é mais afetada disfunções reprodutoras e está longe de ser a única responsável pela dificuldade de concepção de um casal. "Nos casos de infertilidade, 40% são motivados por problemas na mulher, 40% por problemas no homem, 10% por problemas em ambos e 10% por causas indefinidas", afirma a médica.

Considerando esta divisão bastante equilibrada entre homem e mulher das causas da infertilidade, é fundamental que cada um faça a sua parte. Algumas das principais causas de infertilidade podem ser minimizadas com hábitos saudáveis, como boa alimentação e atividades físicas regulares.

Infertilidade aflige mulheres que buscam a maternidade - Foto: Getty Images
Infertilidade aflige mulheres que buscam a maternidade

O cigarro e o álcool são vilões que precisam ser evitados por quem pretende um dia engravidar. Outros cuidados incluem reduzir o estresse, atenção ao excesso de peso, praticar sexo seguro evitando as doenças sexualmente transmissíveis e respirar ar tão puro quanto possível.

A especialista ressalta que a investigação diagnóstica das causas de infertilidade deve ser realizada sempre com o casal, independente de um dos dois já terem filhos de outra união. Assim, as causas da dificuldade em engravidar podem ser identificadas com mais precisão potencializando o resultado do tratamento escolhido.

Segundo Mila, a infertilidade feminina pode ter sua origem em distúrbios hormonais, distúrbios da ovulação, obstrução tubárea, fatores anatômicos, incompatibilidade muco-sêmen ou fatores genéticos. Mas afirma que o avanço da medicina oferece possibilidades de solução para cada um deles.

"Os tratamentos para vencer as dificuldades de engravidar vão desde os mais simples, como medicamentos orais, coito programado e inseminação artificial, até o mais complexo que seria a fertilização in vitro. Todos dependem da causa de infertilidade do casal e considera-se sempre a idade feminina um fator muito importante", diz a especialista.

É importante lembrar que infertilidade não é o mesmo que esterilidade. A infertilidade é caracterizada por uma baixa taxa de óvulos ou espermatozoides próprios para a reprodução, mas que aliada a um estilo de vida saudável e um tratamento série e adequado pode ter seu quadro alterado. Segundo Mila, há motivos para ser otimista: "A taxa de gravidez nos tratamentos em reprodução assistida, por tentativa, é de 40%, para mulheres abaixo de 35 anos e de 30%, para as mulheres entre 35 e 42 anos de idade. A chance acumulada em 3 tentativas chega a 70%".

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.