Varicocele não causa dor, mas pode prejudicar fertilidade

Saiba a importância do diagnóstico precoce e como é feito o tratamento

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 15/07/2014

Dr. Paulo Mazili
Urologia - CRM 107740/SP
especialista minha vida

Os testículos se formam durante a vida embrionária em uma região próxima aos rins e, durante o crescimento do feto ainda no útero da mãe, eles descem pelo abdômen, passam pelo canal inguinal finalmente encontram a bolsa testicular, onde ficam definitivamente. Por esse motivo algumas das veias que drenam o sangue dos testículos sobem próximo ao rim, levando o sangue até a veia cava.

PUBLICIDADE

Podem ocorrer problemas na drenagem destas veias, causando sua dilatação e retorno do sangue do corpo para o testículo. Essa dilatação das veias, que se tornam varicosas, é o que chamamos de varicocele. Elas aparecem no início da puberdade e são graduadas em três níveis de acordo com a gravidade.

A varicocele geralmente não causa dor, mas pode ser identificada pela observação das veias dilatadas no cordão que desce até o testículo e ao redor do próprio testículo. A melhor maneira de diagnosticar é pelo exame da bolsa testicular feito por urologista e, em casos duvidosos, o uso do Ultrassom com Doppler ajuda o diagnóstico. A realização de um espermograma também é muito importante para avaliar a quantidade e qualidade dos espermatozoides.

A principal complicação da varicocele é a infertilidade, sendo a principal causa de infertilidade secundária (pessoas que tiveram 1 filho, mas não conseguem ter o segundo). Quando muito precoce e muito grave, ela pode também causar atrofia dos testículos e comprometer o seu desenvolvimento.

A varicocele diminui a produção e qualidade dos espermatozoides por causar uma elevação da temperatura local. Para um bom funcionamento, o testículo deve estar a aproximadamente um grau centígrado abaixo da temperatura do corpo, por isso ele fica fora do abdômen em uma bolsa. Quando as veias dilatam e ocorre o retorno do sangue mais quente do organismo para a bolsa testicular, aumenta a temperatura dos testículos e consequentemente piora a produção de espermatozoides.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

O tratamento da varicocele é cirúrgico. A cirurgia é realizada com um pequeno corte na região inguinal, onde são localizadas as veias dilatadas (com uso de microscópio ou lentes de aumento) e estas são desconectadas para evitar o refluxo do sangue do organismo para o testículo. Essa cirurgia evita a atrofia e o prejuízo ao desenvolvimento dos testículos além, de reverter a infertilidade causada por ela. Os resultados com melhora do espermograma ocorrem em 90 dias após a cirurgia.

Para identificar a varicocele precocemente, todos os adolescentes após a puberdade devem passar por uma consulta com o urologista para identificar a existência de varicocele e se ela está causando algum prejuízo, pois não são todos os pacientes que tem varicocele que precisam de intervenção cirúrgica, muitos convivem sem problemas com a varicocele pela vida toda.

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.