Gripe H1N1: Rio de Janeiro antecipa campanha de vacinação

Vacina estará disponível nas Unidades Básicas de Saúde e Policlinicas

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 25/04/2016

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) do Rio de Janeiro decidiu antecipar para essa segunda-feira (25) a campanha de vacinação contra a gripe. O objetivo é imunizar a população prioritária: crianças de seis meses a 5 anos, gestantes, doentes renais crônicos e idosos com mais de 60 anos, mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias e profissionais de saúde.

PUBLICIDADE

A vacinação será realizada nas Unidades Básicas de Saúde e policlínicas da cidade, até o dia 20 de maio, de segunda a sexta-feira das 8h às 17h. Além disso, a população prioritária também poderá encontrar postos de imunização em igrejas, escolas e associação de moradores.

Como é a vacina da gripe H1N1

A vacina da gripe utilizada na rede pública será a trivalente, a mesma usada no ano de 2015. Ela previne contra três tipos de vírus influenza e é composta por três cepas (espécies do vírus): uma cepa A/H1N1, uma cepa A/H3N2 e uma cepa B. O Ministério da Saúde optou por vacinar a população com a vacina trivalente na rede pública, devido à prevalência do vírus H1N1. "Em vista do surto, o Ministério da Saúde decidiu utilizar a vacina trivalente. Isso porque o vírus H1N1 não passou por alterações, portanto, a vacina continua eficaz para preveni-lo", explica a pediatra Isabella Ballalai, presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações.

Mesmo que o vírus H1N1 não tenha mudado, o vírus H3N2 e a cepa B mudaram de 2015 para cá. Sendo assim, para proteger a população contra eles, foi criada a vacina quadrivalente (também chamada de tetravalente). O antídoto oferece a mesma imunização da vacina trivalente (cepa A/H1N1, uma cepa A/H3N2 e uma cepa B) e conta ainda com uma cepa B a mais, tornando-se mais completa que a trivalente. A vacina quadrivalente está disponível apenas na rede de saúde privada.

A vacina quadrivalente é produzida pelas empresas farmacêuticas privados GSK e Sanofi. A versão da GSK está licenciada pela Anvisa em nosso país para crianças e adultos a partir de três anos de idade, em formulação única de 0,5mL. Já a vacina quadrivalente do laboratório Sanofi Pasteur tem registro na Anvisa de duas formulações: pediátrica, para uso em crianças de seis meses até três anos (0,25mL) e adulta, para crianças e adultos acima de três anos de idade (0,5mL)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)
Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.