9 cuidados para prevenir doenças no escritório

Veja as dicas da especialista para manter você e seus colegas de trabalho longe dos vírus

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 23/08/2016

Dra. Sumire Sakabe
Infectologia - CRM 94070/SP
especialista minha vida

Muitos de nós provavelmente passamos mais horas do dia com colegas de trabalho do que com a família. Compartilhamos estações de trabalho e salas de reunião, isto sem contar a máquina de café e os bolos de aniversário na copa.

PUBLICIDADE

Locais fechados e com grande concentração de pessoas proporcionam condições para a transmissão de algumas doenças, em especial aquelas que passam de pessoa para pessoa através de gotículas de saliva presentes na tosse, na fala e também nas superfícies das mãos e daquilo que se toca. É assim se transmite a gripe, por exemplo, e também outras doenças como a caxumba.

Estas duas viroses são de fácil transmissão, mas têm a vantagem de serem rapidamente reconhecidas - nenhum gripado passa despercebido, assim como quem está com caxumba geralmente apresenta febre, mal-estar, dor no corpo e na cabeça e dor e inchaço na parótida, que é uma glândula que produz saliva e fica logo à frente da orelha.

Dica 1: Por este motivo, a primeira dica para evitar as doenças no trabalho é não comparecer ao local quando estiver com os sintomas, dessa forma é possível proteger os colegas e também fazer com que o seu corpo se recupere mais rápido. No caso destas infecções, a vacina também pode estar indicada.

O difícil é que os vírus da gripe e da caxumba podem ser transmitidos já alguns dias antes do início dos sintomas. É por este motivo que algumas medidas devem ser sempre aplicadas, mesmo quando não houver ninguém (aparentemente) doente por perto:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)
  • Dica 2: Cobrir a boca ao tossir e espirrar, lavando as mãos em seguida, mais que um gesto de boa educação, é um gesto de respeito com as pessoas ao nosso redor.
  • Dica 3: Manter as mãos sempre limpas, lavadas com água e sabão ou ainda com álcool gel, é medida eficaz de prevenir infecções.
  • Dica 4: É importante lembrar que tudo que se toca de forma repetida, é mais sujo - inclusive o sabonete e a toalha de mão. Assim, estes insumos devem ser trocados com frequência e, se possível, medidas para minimizar o manuseio devem ser preferidas, como toalhas de papel descartável e sabonete líquido.
  • Dica 5: Mãos limpas devem manter contato com superfícies limpas e é importante limpar com frequência os objetos muito manipulados, como maçanetas e teclados.
  • Dica 6: Os alimentos devem ser acondicionados de forma protegida e adequada, por tempo também adequado, assim como as mãos devem estar limpas antes das refeições.
  • Dica 7: Resíduos de alimentos, inclusive bebidas, permitem a proliferação de bactérias e fungos que podem ser nocivas à saúde. Então não deixe aquele restinho de chá na caneca sem lavar.
  • Dica 8: Não só os alimentos, mas também os locais onde eles são guardados e preparados devem ser mantidos limpos. Cafeteiras, inclusive as de cápsula, com frequência contêm resíduos de café e água, que devem ser limpos. Água parada não é risco apenas para proliferação de mosquitos, mas também de bactérias que podem causar intoxicação alimentar.
  • Dica 9: Aparelhos de ar condicionado e umidificadores de água também devem ser regularmente limpos - a água nestes aparelhos também pode ser reservatório de microrganismos, entre eles a Legionella pneumophila, uma bactéria que pode causar pneumonia.

É importante lembrar que em locais fechados, como escritórios, escolas e outras instituições, o aparecimento de vários casos da mesma doença deve ser notificado à autoridade sanitária de cada região, para avaliação de medidas cabíveis para investigação e prevenção de novos casos.

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.