Proteste encontra bactérias em seis marcas de carne

As amostras analisadas continham Salmonella e Listeria

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 11/05/2017

Na última semana, a Proteste - Associação Brasileira de Defesa do Consumidor realizou um teste com 26 amostras de carne bovina, embutidos e cortes de frango, adquiridas em redes de supermercados no Estado de São Paulo.

PUBLICIDADE

A solicitação de análise foi feita pela população, depois da polêmica com a Operação Carne Fraca da Polícia Federal, em que foram constatadas irregularidades nos produtos de grandes empresas.

De acordo com a Proteste foi encontrada a bactéria Salmonella sp em uma amostra de contrafilé da Friboi JBS e da Naturafrig. contrariando a exigência de ausência em 25g do produto. Hambúrgueres da empresa Transmeat, avaliados pelo Ministério da Agricultura, também apresentaram contaminação por essa bactéria.

A presença desse microrganismo revela, provavelmente, uma contaminação durante as operações de abate, processamento e embalagem.

Presença de listeria

Também foi detectada a presença da bactéria causadora da listeriose na picanha bovina das empresas FriAlto e Better Beef. E na fraldinha da Marfrig e no Filé de peito de frango da Seara.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Essa bactéria pode ser encontrada no solo, na água e em alguns animais, incluindo aves e bovinos. Ao contrário de muitos micro-organismos, a Listeria monocytogenes pode crescer em temperaturas muito frias, mesmo no refrigerador. Mas ela não sobrevive a altas temperaturas, como cozimento ou pasteurização.

Em contato com o ser humano, a Listeria monocytogenes pode causar uma infecção alimentar que afeta, principalmente, pacientes com baixa imunidade, gestantes, idosos e neonatos, levando a uma alta taxa de mortalidade, que varia entre 20 e 30%. Indivíduos saudáveis, fora da gestação e que estão com a imunidade normal são altamente resistentes a essa infecção.

No Brasil, infelizmente, não há norma regulando a presença de listeria em carne. Em seu site, a Proteste afirma que ?a norma deveria, no mínimo, exigir ausência da bactéria em 25g/amostra?.

Os resultados da pesquisa foram encaminhados para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). No documento, a instituição de defesa do consumidor também exigiu maior fiscalização e esclarecimentos sobre quais medidas serão tomadas..

Posicionamento das empresas

Em nota divulgada pela sua assessoria de imprensa a Marfrig disse: "A Marfrig tem um rigoroso processo de garantia da qualidade e de segurança alimentar, mantendo toda a documentação pertinente aos testes realizados em amostras coletadas de cada lote. O produto só é liberado para o mercado após a validação da área de garantia de qualidade. As unidades de produção passam ainda por auditorias periódicas realizadas por empresas independentes. Com relação ao lote mencionado, não houve detecção de presença da bactéria citada nos testes feitos nas amostras coletadas."

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Por meio de sua assessoria de imprensas, a Seara informa que não há registro de qualquer não conformidade com o produto filé de peito de frango da marca.

Com relação ao teste divulgado pela PROTESTE, em que cita a presença de Listeria monocytogenes em uma amostra de filé de peito de frango Seara, a empresa esclarece que não teve acesso à metodologia adotada nos testes de seus produtos, laboratórios em que foram realizados, locais em que foram adquiridos, condições em que os produtos foram armazenados e critérios adotados. A empresa afirma ainda que os resultados apresentados pela Proteste estão de acordo com o perfil nacional e internacional para carnes cruas.

Para a Seara, qualidade é prioridade. Todos os produtos da marca seguem rigorosamente as exigências do MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e a companhia entende a sua responsabilidade para assegurar a Qualidade e a segurança de seus produtos, mantendo rigoroso Sistema de Qualidade, com programas e padrões de controle de processos e produtos, e também de constantes inspeções sanitárias internacionais e de clientes.

A marca faz ainda a ressalva de que a ANVISA - Agência de Vigilância Sanitária -através da RDC 12 de 2001, define exigência de ausência de Listeria monocytogenes somente em alimentos prontos para o consumo que permitam o desenvolvimento da bactéria. Neste sentido, todos os resultados dos testes feitos pela Proteste nos produtos da Seara atenderam por completo os requerimentos legais estabelecidos pela ANVISA, diferindo da publicação feita pela Proteste.

A Friboi informa que, diferentemente do que aponta a análise da Proteste, não há registro de qualquer não conformidade com o produto contrafilé. Em respeito ao consumidor e aos padrões de segurança alimentar, a empresa realiza, sistematicamente, análises em seus laboratórios internos equipados com tecnologia avançada que auxiliam no rigoroso sistema de controle de qualidade e que garantem a segurança dos alimentos produzidos e comercializados pela marca. São feitas, em média, 2,3 mil análises mensais para pesquisa de microrganismos Salmonella ssp com métodos analíticos indicados para pesquisa em carne in natura, aprovados por órgãos internacionais e validados por comparação com ISO 6579.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

A Friboi ressalta ainda que não há registro de quaisquer ocorrências em seus canais de relacionamento com o consumidor relativas a questão mencionada.

Em relação ao teste realizado pela Proteste, a Friboi informa que o método analítico utilizado não é o indicado para a pesquisa do microrganismo citado e que o laudo apresentado não atende ao padrão estabelecido pela norma técnica da ABNT ISO/IEC 17025/2005 para emissão de resultados.

Nesse sentido, a Friboi ressalta que respeita e colabora com o trabalho realizado pelas Associações de Defesa do Consumidor, fornecendo todos os esclarecimentos solicitados por tais entidades ou pelos Órgãos Oficiais responsáveis pela fiscalização, desde que os procedimentos dos referidos testes obedeçam a legislação e as normas da ABNT/ISO (ABNT ? NBR ? ISO/IEC 17025/2005), facultando, ainda, a plena realização da respectiva contraprova em laboratórios de elevada credibilidade e absoluta isenção.

O Minha Vida tentou contato com as empresas Naturafrig, Vale grande, Better Beef, mas até o fechamento da matéria elas não responderam.

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.

Mais sobre