Desvio de septo: quando é necessário operar?

Nem sempre desvio de septo precisa ser corrigido por cirurgia, apenas quando ele é considerado obstrutivo

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 07/03/2018

Dra. Samanta Dall´Agnese
Otorrinolaringologia - CRM 137576/SP
especialista minha vida

O septo nasal é uma parede que separa as cavidades nasais. Ele é formado por cartilagem na sua parte mais anterior e por tecido ósseo na parte mais profunda do nariz, e revestido por mucosa. Em cada lado da cavidade nasal possuímos estruturas que preparam o ar para chegar aos pulmões, funcionando como filtro e umidificador do ar externo. O septo nasal auxilia nesse processo e também funciona como apoio para outras estruturas do nariz.

PUBLICIDADE

O que se esperaria é que ele dividisse as narinas exatamente ao meio, porém na grande maioria das pessoas, o septo não é completamente reto. Isso não constitui um problema pois os casos em que o desvio é acentuado a ponto de causar obstrução das narinas são vistos em uma porcentagem menor de pessoas.

O desvio do septo pode estar presente desde o nascimento, ou se desenvolver na infância até mesmo na vida adulta, por traumatismos, tumores ou cirurgias. Traumas nasais, em especial se ocorrerem na infância, podem levar a alteração do padrão de crescimento da cartilagem do septo, com desvios acentuados.

Sintomas

Uma queixa frequente é a obstrução nasal, que pode se manifestar em graus variados. A pessoa pode sentir desde uma resistência para respirar até a sensação de que uma das narinas é completamente bloqueada. Em alguns casos a queixa de obstrução pode ser de ambos os lados, sendo que nessa situação o desvio septal costuma ser mais acentuado e acometer os dois lados, como num formato em "S".

Como o desvio de septo dificulta o fluxo normal do ar e de secreções, a pessoa pode apresentar sangramentos e acúmulo de secreções, gerando quadros de sinusites. Algumas pessoas podem ser assintomáticas na maior parte do tempo, e apresentar sintomas apenas quando passam por resfriados e sinusites, que levam a um inchaço da mucosa nasal.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Os indivíduos alérgicos podem notar tanto uma obstrução nasal temporária quando estiverem em crise, ou uma obstrução contínua no caso de rinite mais acentuada e crônica. As pessoas que apresentam a combinação de desvio de septo e rinite costumam se queixar de obstrução nasal e coriza com muita frequência.

Além da obstrução nasal, quadros de rinites e sinusites, o desvio de septo pode levar o indivíduo a respirar pela boca, dificuldades para dormir, roncos e dores na face.

Diagnóstico

O diagnóstico é feito com exame físico realizado por otorrinolaringologista que utiliza instrumentos que abrem as narinas para visualizar seu conteúdo. É importante esclarecer se existem problemas associados, como rinite, sinusites e tumores nasais.

A nasofibroscopia é um exame muito útil na prática clínica. Funciona como uma endoscopia nasal que permite visualizar todo o interior da cavidade nasal, até sua parte posterior, incluindo visualização de secreções, tumores e pólipos.

Quando necessário, o otorrinolaringologista solicita tomografia da face como exame complementar, para avaliar quadros de sinusite que possam estar associados. Nas crianças pequenas, a dificuldade de respiração nasal pode indicar outros problemas, como aumento da adenoide, e é imprescindível investigar pois tem repercussões no padrão de crescimento da face.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Qual é o tratamento?

Nem todo desvio de septo precisa ser corrigido por cirurgia, apenas quando ele é considerado obstrutivo. A pessoa pode apresentar outras doenças, como a rinite alérgica e sinusite, que estejam causando o sintoma de obstrução nasal. Nestas situações, o tratamento com medicamentos deve ser a primeira escolha.

Já nos casos em que o desvio é considerado obstrutivo, é indicada a correção cirúrgica. A cirurgia de septoplastia costuma ser indicada ao final da adolescência, quando o crescimento nasal finaliza. Porém se o desvio septal for acentuado a ponto de dificultar a respiração nasal, pode ser indicada a cirurgia em idade mais precoce, conservadora removendo exclusivamente a porção desviada, e estando atento ao fato de que o desvio septal pode recidivar no futuro.

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.