Asma grave: como reconhecer os sintomas e buscar tratamento?

Doença pode prejudicar a qualidade de vida; saiba como identificá-la

POR INFORME PUBLICITÁRIO - PUBLICADO EM 19/09/2019

Você já sentiu falta de ar, tosse, chiado e aperto no peito, excesso de muco e dificuldade para realizar algumas tarefas? Esses são alguns sintomas de uma das condições crônicas mais comuns em todo o mundo: a asma1. Só no Brasil, estima-se que existam aproximadamente 20 milhões de asmáticos, entre crianças e adultos2.

PUBLICIDADE

A asma é uma doença caracterizada pela inflamação das vias aéreas ou brônquios (tubos que levam o ar para dentro dos pulmões)2. Os sintomas mencionados podem variar durante o dia, piorando à noite ou durante atividades físicas2. Sem o devido tratamento e acompanhamento, a asma pode comprometer a qualidade de vida e atividades cotidianas.

Prova disso são os dados do DATASUS, o banco de dados do Sistema Único de Saúde (SUS), ligado ao Ministério da Saúde. Os números mostram que a asma é a terceira ou quarta causa de hospitalizações pelo SUS, sendo uma importante causa de faltas escolares e também no trabalho2. Entender melhor a doença, seus gatilhos e opções de tratamento, portanto, não impacta apenas a vida do paciente, mas a sociedade como um todo.

Asma grave: como saber se tenho os sintomas?

Quando falamos sobre asma, é importante lembrar essa condição pode variar de pessoa para pessoa2. Em algumas épocas, os sintomas podem diminuir ou até mesmo desaparecer, trazendo a falsa impressão de que a doença foi curada. Por isso, é muito importante fazer o diagnóstico preciso a fim de começar o tratamento o quanto antes, para manter a asma sob controle.

Mas quando é que ela se torna grave? Bem, para começar, vale dizer que a asma grave também é crônica e atinge cerca de 5% a 10% dos pacientes de asma. Ela surge quando os pacientes não conseguem fazer o controle adequado da condição, mesmo seguindo o tratamento medicamentoso3.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Para diferenciar a asma comum da asma grave, é importante atentar aos seguintes sintomas4 no paciente:

  • Manifestam muitos sintomas da asma
  • Acordam com frequência a noite em decorrência dos sintomas da asma
  • Têm que faltar na escola ou no trabalho por conta da asma
  • Apresentam muitas limitações para participar de atividades físicas
  • Têm que ir de forma emergencial ao hospital
  • São internados por conta da asma.

É importante reforçar que a asma grave não têm relação com o controle - ou a falta dele - sobre a doença4. Ainda que o paciente siga todas as recomendações do médico e o tratamento medicamentoso, pode ser que ele sofra com os sintomas da doença e tenha a sua qualidade de vida impactada4.

Buscando tratamento

Falar em um tratamento único não é a melhor opção. Isso porque a asma pode variar de pessoa para pessoa2, o que reforça a importância de um tratamento individualizado. Portanto, ao notar a presença de qualquer sintoma de alerta, é fundamental buscar o médico e explicar o que você está sentindo.

No caso de quem tem asma grave, essa abordagem é fundamental, já que a aderência ao tratamento convencional nem sempre é suficiente para controlar a doença e os sintomas associados. Para esses pacientes, é possível orientar a combinação de medicamentos, medicamentos biotecnológicos, corticoides orais ou doses mais altas de drogas convencionais5.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Além de broncodilatadores e corticoides, é possível considerar o uso de inibidores de lgE, que agem diretamente na causa da reação alérgica. Dessa forma, há a diminuição da resposta das células inflamatórias do pulmão, aliviando os sintomas. Esse tratamento é indicado para pacientes que não obtiveram resposta satisfatória com o tratamento convencional.

Lembre-se: apesar de não ter cura, é possível conviver com mais qualidade de vida e bem-estar após receber o diagnóstico de asma6. Com o tratamento adequado e mudanças no ambiente, a asma grave pode ser controlada. Confie no seu médico e busque mais informações sobre a melhor abordagem para o seu caso.

Referências:

1 - Asma Grave. O que é asma? Disponível em: https://saude.novartis.com.br/asma-grave/o-que-e-a-asma/

2 - Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia. Asma. Disponível em: https://sbpt.org.br/portal/espaco-saude-respiratoria-asma/

3 - Asma Grave. Asma ou asma grave? Disponível em: https://saude.novartis.com.br/asma-grave/asma-grave-ou-de-dificil-controle/

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

4 - Asma Grave. Sintomas da Asma Grave. Disponível em: https://saude.novartis.com.br/asma-grave/sintomas-da-asma-grave/

5 - Asma Grave. Uma nova abordagem para a asma grave. Disponível em: https://saude.novartis.com.br/asma-grave/uma-nova-abordagem-para-a-asma-grave/

6 - Asma Grave. Asma não tem cura, mas tem controle. Disponível em: https://saude.novartis.com.br/asma-grave/asma-nao-tem-cura-mas-tem-controle/

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.