Depressão

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 01/10/2005

Muitas vezes, ouvimos pessoas falarem que estão com depressão. A doença tornou-se comum nos dias de hoje, e nem sempre é diagnosticada facilmente, pois seus sintomas variam bastante. Seus graus também são bem distintos, já que não é só a tristeza profunda que caracteriza a depressão.

Existem diferentes sintomas que revelam a doença. O cansaço extremo (fadiga) e a ausência de sentimentos (apatia) parecem ter relação direta com a queda da energia (decorrente da depressão) para a realização dos processos psicológicos.



"A falta de energia e a incapacidade de sentir prazer, também chamada de anedonia, presente em muitos pacientes depressivos, acaba afastando os indivíduos das atividades diárias e do convívio com outras pessoas, prejudicando assim sua vivência afetiva", afirma o psiquiatra da Unifesp, Marcelo Feijó de Mello.



Segundo o especialista, a definição da depressão é bastante complexa, mas os quadros depressivos, em geral, apresentam o humor triste em comum. O que difere são as causas para isso.



Marcelo explica que para que um indivíduo possa sentir prazer nas atividades cotidianas, ele deve se encontrar em estado mental que permita que as áreas cerebrais responsáveis pelo prazer estejam livres de estímulos provenientes de outras áreas que possam inibir esta sensação plena. Ou seja, "é impossível associar a atividade de prazer com conflitos psicológicos, idéias e irritação".



Ele diz ainda que alguns pacientes depressivos, além do mal-estar, se queixam da fadiga logo no início do dia, ou mesmo após dormir. Um cansaço que não melhora com o descanso ou com a inatividade, marcado pela falta de energia. Esse mal-estar que drena a sensação de energia do paciente, em casos mais intensos, pode levar à sensação da abolição da capacidade de sentir, a chamada apatia.



O diagnóstico é feito a partir dos sintomas e da intensidade dos mesmos. Eles se dividem em sintomas afetivos, somáticos e ideativos. Exemplos de sintomas afetivos são tristeza, melancolia e choro fácil. Já os somáticos, são exemplificados pela fadiga, desânimo e alteração de apetite. Os sintomas ideativos caracterizam-se pelo pessimismo, sentimento de culpa e idéias de morte.



PUBLICIDADE
Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.