Lazer na laje pode causar acidentes graves

Em 2007, pelo menos 81 pessoas morreram na capital paulista, após caírem da laje

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 05/03/2009

Miguel Akkari
Ortopedia e Traumatologia

Muito comum nas grandes cidades, as lajes se tornaram uma espécie de área de lazer para muitas famílias, principalmente nos bairros da periferia.

Durante o verão, os churrascos e as brincadeiras de crianças nas lajes das casas são mais frequentes. Porém, a diversão pode ser perigosa. Dados da Secretaria Municipal da Saúde apontam que pelo menos 81 pessoas morreram na Capital paulista, em 2007, após caírem da laje. Durante o verão o número de atendimentos relacionados a quedas de laje aumenta bastante. Nessa época as crianças estão de férias e muitas se divertem empinando pipas nas lajes, o que aumenta o número de acidentes.

As lesões mais comuns neste tipo de queda são fraturas dos punhos, dos fêmures, das pernas, além de traumatismo craniano.

Na maioria dos casos, a vítima é criança. No entanto, as lajes também podem representar perigo aos adultos. É comum acontecerem churrascos nas lajes e muitas vezes os participantes ingerem bebidas alcoólicas. Já embriagada, a pessoa perde a coordenação motora e fica mais suscetível à queda.

Para evitar os acidentes, o ideal é que as lajes recebam muretas de proteção. Se isso não for possível, o ortopedista recomenda que os pais não deixem as crianças brincarem no local sem a supervisão de um adulto.




Dr. Miguel Akkari é professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa, membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia Pediátrica e ortopedista do Instituto Saúde Plena.

Para saber mais, acesse: www.institutosaudeplena.com.br

PUBLICIDADE
Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.