Atraso de linguagem

ARTIGO DE ESPECIALISTA - PUBLICADO EM 27/02/2007

O atraso de linguagem, caracteriza-se pela ausência ou retardo no surgimento da linguagem oral, na idade em que isso normalmente ocorre. O atraso de linguagem pode ser identificado nas crianças que apresentam ausência da linguagem oral, articulação pobre, vocabulário deficiente para sua idade, dificuldades na estruturação de sentenças e dificuldades em organizar o pensamento. Para falar, são necessários dois aspectos: 1. Aspectos físicos:
- Possuir o centro de linguagem íntegro
- Possuir o aparelho fonador íntegro 2. Aspectos do meio ambiente:
Escutar, aguardar e observar o que a criança tem para manifestar: gestos, vocalizações e olhares, procurando dar sentido a esses comportamentos
Estímulos do meio ambiente
Associações
Segurança física e afetiva

Portanto, podemos considerar que o comprometimento em um ou mais dos aspectos acima citados pode causar o atraso de linguagem. A mãe, pai, cuidador ao perceber o atraso de linguagem devem procurar o fonoaudiólogo pois, quanto mais cedo a criança iniciar o tratamento, maiores serão as possibilidades de superação. Em alguns casos a própria família pode ser orientada e a criança não necessitar de terapia. A criança com atraso de linguagem pode não falar ou falar pouco, mas as pessoas que convivem devem falar com ela. De acordo com (Cupello, 1994), o grande problema que acontece é o efeito "boomerang": em virtude do pouco suporte comunicativo que a criança apresenta, há um desestímulo do adulto que passa a falar menos com a criança.









PUBLICIDADE
Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.