Estudo nacional comprova eficiência das células-tronco para tratar enfisema pulmonar

Agora, instituição busca voluntários para verificar eficiência em pacientes vítimas de infarto

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 11/09/2009

Um estudo, desenvolvido no interior de São Paulo, apresentou resultados satisfatórios no uso de células-tronco para o tratamento do enfisema pulmonar, doença que atinge os pulmões e causa perda da capacidade respiratória por conta da dilatação excessiva dos alvéolos, onde ocorrem as trocas gasosas.

A pesquisa, realizada pelo Instituto de Moléstia Cardiovasculares, em São José do Rio Preto, e pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Assis, testou a eficiência das células-tronco em animais e, após os resultados mostrarem-se positivos, o teste foi aplicado em adultos. Três pessoas com enfisema pulmonar tiveram células-tronco retiradas da medula óssea e injetadas numa veia do braço. Os resultados mostraram que mais da metade das células rumou diretamente aos pulmões e os pacientes apresentaram melhoras de saúde.

PUBLICIDADE

"O paciente passa a ter a possibilidade de usar as suas próprias células para se recuperar de uma doença, sem que haja rejeição alguma. Isso traz inúmeras chances de recuperação no tratamento de diversas patologias", explica o onco-hematologista André Jensen, diretor médico da Cellpreserve Banco de Células-tronco.

Mais estudos com células-tronco
Agora, o Instituto de Moléstias Vasculares está buscando candidatos para participarem de um estudo que envolve testes de eficácia das células-tronco em infarto agudo do miocárdio, cardiopatia isquêmica crônica, cardiopatia dilatada e cardiopatia chagásica. Para obter mais informações, acesse o site do Instituto: www.imconline.com.br

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.