Genética tem influência sobre a obesidade

Estudo identifica que falha no DNA desregula o hormônio do apetite

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 08/12/2009

Estudo recente feito por pesquisadores da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, identificou que a ausência do cromossomo 16 pode ser fator determinante para a obesidade em crianças.

Segundos os cientistas, há evidências de que diversas mutações raras podem levar à obesidade. Os pesquisadores avaliaram o DNA de 300 crianças que atingiram 100 quilos aos 10 anos de idade e identificaram a ausência do cromossomo 16 em grande parte delas.

De acordo com os pesquisadores, a falta do cromossomo remove um gene que o cérebro precisa para controlar o hormônio do apetite, fazendo assim com que as crianças tenham uma grande vontade de comer. Os pesquisadores afirmam que, anteriormente, já foram descobertos genes específicos que levam à obesidade. Porém, este estudo analisou partes maiores de DNA, considerando vários genes.

PUBLICIDADE
Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.