Gordura saturada pode prejudicar a fertilidade masculina

Concentração de espermatozoides diminui com o consumo exagerado

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 11/01/2013

Uma pesquisa da Universidade de Copenhague, na Dinamarca, mostrou que ingerir grandes quantidades de gordura saturada pode afetar de forma negativa a fertilidade masculina, já que o hábito parece estar ligado a uma menor concentração de espermatozoides no sêmen do homem. Os resultados foram publicados na edição de janeiro do periódico The American Journal of Clinical Nutrition.

PUBLICIDADE

Os estudiosos avaliaram 700 homens com 20 anos de idade em média. Durante três meses, os participantes relataram o que comiam a cada dia e, após esse período, a equipe recolheu uma amostra de sêmen desses jovens. Após a análise, os cientistas notaram que os participantes que menos consumiam gordura saturada (11% das calorias totais diárias) tinham, em média, 50 milhões de espermatozoides por mililitro de sêmen. Já aqueles que consumiam maiores quantidades da gordura (acima de 15% das calorias diárias) tinham em média 45 milhões de espermatozoides por mililitro ? é uma redução de até 40% na contagem do esperma.

Segundo os autores do estudo, o próximo passo da equipe será tentar descobrir qual é o mecanismo responsável por essa associação acontecer e se a adoção de uma dieta saudável seria capaz de influenciar a contagem de espermatozoides.

Seis hábitos que prejudicam a fertilidade masculina

A Organização Mundial de Saúde define um nível normal da concentração espermática como sendo aproximadamente 20 milhões/ml ou mais. Abaixo disso já é considerado preocupante para a saúde masculina. Veja abaixo o que colabora para a má qualidade dos espermatozoides.

Obesidade

Um estudo feito pela Fertility and Sterlity descobriu que homens com obesidade tendem a ter uma contagem de esperma baixa em comparação aos homens mais magros, pois o alto nível de gordura corporal está associado a mudanças no conjunto de proteínas que permite a sobrevivência e função do espermatozoide. Além disso, os espermatozoides de homens acima do peso tendem a se moverem sem rumo, o que dificulta a concepção.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Excesso de bebida alcoólica

Se você quer ter um filho, é bom maneirar na bebida. O especialista Carlos Gobbo, da Unesp, explica que o álcool em excesso está associado à diminuição da testosterona e, portanto, diminuição no volume do sêmen, prejudicando a fertilidade.

Tabagismo

Médicos israelitas descobriram que os fumantes apresentam elevadas concentrações de cotinina (uma substância derivada da nicotina), além de alterações na preparação do esperma e, consequentemente, taxa diminuída de fertilização. Essa pesquisa verificou que, quando o homem é fumante, a taxa de fertilidade do casal é de apenas 44,9%.

Drogas ilícitas

O uso de drogas ilícitas também possui um efeito direto na fertilidade. "As drogas ilícitas podem levar às alterações da condição espermática?, explica o urologista Carlos Gobbo. "A maconha faz o espermatozoide perder a força para subir até a trompa, o que deixa a fecundação impossibilitada."

Anabolizantes

De acordo com a nutróloga Melona Castro, especializada em medicina esportiva, o uso de anabolizantes induz o organismo a diminuir a produção dos hormônios masculinos. "Além do comprometimento da fertilidade, os esteroides provocam um rebuliço no metabolismo a ponto de causar uma pane geral, levando ao surgimento do câncer (no fígado ou nos testículos) ou de infarto", diz a médica.

Poluição

A má qualidade do ar também é capaz de prejudicar a fertilidade dos homens. Segundo um estudo feito pelo Hospital das Clínicas, a poluição é uma das causas modernas mais graves para a infertilidade masculina. Os homens que respiram ar mais poluído apresentam maior concentração de radicais livres no sangue, o que provoca uma baixa na qualidade dos espermas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)
Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.