Zika vírus pode afetar testículos, diz estudo

Infecção pode causar queda de testosterona e atrofia dos testículos

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 10/03/2017

Um estudo realizado pela Universidade de Yale acredita que o Zika virus pode afetar o sistema reprodutivo masculino, causando diminuição dos níveis de testosterona e atrofia dos testículos.

PUBLICIDADE

Até o momento a pesquisa foi feita somente com ratos. Para a realização do procedimento, os cientistas infectaram os camundongos e notaram que o vírus desaparecia do sangue após 21 dias. No entanto, ainda estava presente nos testículos e haviam causado encolhimento da região.

É importante ressaltar que o zika vírus pode ser detectado no sêmen por período prolongados, após contaminação no ser humano. Seguindo essa lógica, eles decidiram fazer os testes em ratos para ver se era possível o vírus se replicar nos testículos e perceberam que era possível.

De acordo com os cientistas, ainda é necessário saber se o zika vírus poderia afetar o aparelho reprodutor humano. Mas acreditam que será importante controlar a fertilidade dos homens que foram infectados com o zika vírus para compreender melhor o impacto em seres humanos.

Além disso, a pergunta que ainda não foi respondida é por qual razão o vírus permanece presentes nos testículos e por que o sistema imunológico não consegue eliminá-lo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)
Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.