Anvisa determina apreensão de lotes de tintura de cabelo

Tinturas foram falsificadas e identificadas no mercado com características divergentes das que constam na embalagem original

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 11/07/2017

A Anvisa anunciou que vai apreender quatro lotes de tinta para cabelo da marca Color Premium Creme Colorante Smart Extreme após ter identificado falsificação dos produtos.

PUBLICIDADE

Os produtos são da empresa Coferly Cosmetica Ltda, de acordo com a fabricante, as tinturas foram falsificadas e identificadas no mercado com características divergentes das que constam na embalagem original.

Assim, por se tratar de um caso de falsificação, a Anvisa determina a apreensão das unidades dos seguintes lotes:

  • M2909 - Validade: 3/19 Tonalidade 5.0 Castanho claro
  • G2235 - Validade: 12/19 - Tonalidade CSV22 Corretor violeta
  • M1460 - Validade: 11/19 - Tonalidade S55.62 Castanho claro vermelho irisado smart especial
  • K1612 - Validade: 12/19 - Tonalidade CS.A11

Proibição óleo de Argan

A Anvisa também determinou a proibição do produto Argan Oil da marca Jhor´s. O cosmético para cabelo, produzido pela empresa Antonia Lóide Palmiero Martins era comercializado sem registro sanitário.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

O órgão regulador determina também que a empresa promova o recolhimento do estoque existente no mercado.

Posicionamento da empresa

Em declaração, à imprensa a Cofertu infoma que "foi alvo de ação localizada de adulteração de unidades de quatro lotes do produto cosmético produzidos para a marca Color Premium Creme Colorante Smart Extreme. Assim que tomou conhecimento desta adulteração, que apresentava características divergentes do que havia fabricado e configurava fraude, a Coferly informou a ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária, que tomou as medidas legais necessárias para a preservação da saúde do consumidor final"

"A Coferly reitera que segue os procedimentos de formulação e fabricação de seus produtos de acordo com as legislações vigentes. Desta forma, a empresa mantém amostras de retenção de tudo o que é produzido para seus clientes, o que permite identificar eventuais desvios conduzidos fora de suas instalações".

"Os lotes suspensos foram: M2909, com validade 03/19 ? Tonalidade 5.0 Castanho claro; G2235, com validade 12/19 ? tonalidade CSV22 ? Corretor violeta; M1460, com validade 11/19 ? tonalidade S55.62 Castanho claro vermelho irisado smart especial e K1612, com validade 12/19 ? tonalidade CS.A11. Estes lotes não foram produzidos pela Coferly e, em função da denúncia que fez junto ao órgão regulador, eles serão apreendidos e recolhidos pela própria ANVISA".

A matéria foi atualizada às 17h37

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)
Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.