Anvisa alerta mulheres com hepatite C sobre anticoncepcionais

De acordo com a agência, combinação entre remédio contra a doença e hormônio de pílula pode causar reações adversas

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 21/08/2017

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou na quinta-feira (17) um alerta sanitário para mulheres que usam o medicamento Viekira Pak no tratamento de hepatite C.

PUBLICIDADE

De acordo com o órgão, mulheres que utilizam esse medicamento não devem usar anticoncepcionais orais contendo etinilestradiol, um hormônio semissintético. O comunicado tem como objetivo advertir os profissionais de saúde e as pacientes sobre os riscos de reações adversas graves decorrentes da interação entre os dois medicamentos.

Além disso, a Anvisa aconselhou que as pacientes portadoras do vírus da hepatite C consultem seu médico para orientações sobre a troca ou interrupção de uso do anticoncepcional ou se sentirem cansaço, fraqueza, falta de apetite, náusea, vômito e fezes descoloridas durante o tratamento com o Viekira Pak.

O uso de medicamentos com etinilestradiol devem ser suspensos aproximadamente 2 semanas antes do início da terapia com Viekira Pak. Segundo a Anvisa, durante o tratamento para hepatite C, as mulheres podem usar remédios contraceptivos que contenham outro tipo de hormônio ou substituir por métodos de contracepção não hormonais.

Após a conclusão da terapia com Viekira Pak, o uso dos anticoncepcionais com etinilestradiol só pode ser retomado depois de duas semanas. Contudo, eles afirmam que a paciente deve procurar um médico para que seja orientada sobre todos os procedimentos necessários.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)
Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.