Pará registra 7 mortes causadas pelo vírus da raiva

No total são 12 óbitos registrados, mas apenas 7 deles receberam a confirmação de raiva humana

POR REDAÇÃO - PUBLICADO EM 30/05/2018

A Secretaria de Estado de Saúde (Sespa) divulgou nesta segunda-feira (18) a morte de um homem de 39 anos, que estava internado no Hospital Regional de Breves, na capital, vítima do vírus da raiva humana.

PUBLICIDADE

Até o momento já foram notificados 14 casos de suspeita da doença, sendo 12 mortes registradas. Este último caso totaliza 7 mortes confirmadas por consequência do vírus, comprovadas laboratorialmente pelo Instituto Evandro Chagas e pelo Instituto Pasteur, em São Paulo.

De acordo com a nota divulgada não há mais nenhum paciente internado com a doença ou sob suspeita. O trabalho de investigação e prevenção da doença no município de Melgaço, onde a maioria dos casos foi registrado, permanece até o mês de julho e, está sendo feito por técnicos do Sespa.

Na comunidade Pimental, uma região a 70 km de Melgaço, cerca de mil pessoas estão sendo vacinadas contra a raiva e recebem mosquiteiros para evitar a mordida de morcegos hematófagos.

O que é raiva?

A raiva é uma infecção viral mortal transmitida para seres humanos a partir da saliva de animais infectados - geralmente por uma mordida. Uma vez que uma pessoa começa a exibir sinais e sintomas da raiva, a doença é quase sempre fatal. Por esta razão, qualquer um que pode ter um risco de contrair a raiva devem receber vacinação antirrábica para a proteção. Veja como funciona a vacina contra a raiva, clicando aqui.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)
Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.