Cãibras musculares: tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Cãibras musculares?

Sinônimos: cãibra

As cãibras são contrações involuntárias e dolorosas de um músculo ou de um grupo de muscular. Elas acometem apenas a musculatura estriada e afetam principalmente os músculos posteriores da perna. Uma cãibra pode começar durante a atividade física, no repouso e até durante o sono.

PUBLICIDADE

É mais comum uma cãibra começar após uma contração muscular intensa com consequente encurtamento do músculo que está sofrendo o processo. As cãibras estão associadas a uma série de condições não relacionadas com o esporte ou exercício. A falta de condicionamento físico e a fadiga também podem ser responsáveis pelas cãibras e outras lesões musculares.

Causas

O uso excessivo de um músculo, desidratação, tensão muscular ou simplesmente manter a mesma posição por um período prolongado de tempo pode resultar em uma cãibra muscular. Em muitos casos, no entanto, a causa exata do sintoma é desconhecida.

Embora a maioria das cãibras musculares seja inofensiva, algumas podem estar relacionados a uma condição médica subjacente, tais como:

Cãibras: como acabar com as contrações involuntárias dos músculos - SAIBA MAIS
4 de 5

Por que ela aparece mais nos pés, dedos e panturrilha?

Embora possa acontecer em outras partes do corpo, a cãibra atinge mais os dedos e toda a superfície dos pés e panturrilha em função do desgaste maior que estas áreas sofrem. Como usamos pernas e pés com frequência, gastamos todo o combustível disponível ali, fazendo o corpo reagir mandando sinais de que é preciso repor os nutrientes. Calçados impróprios para caminhar ou praticar exercícios e uma dieta desregulada podem tornar o problema mais frequente.

Por que temos cãibras no meio da noite?

Se a cãibra é uma consequência do esforço muscular de determinadas regiões, porque ela aparece quando dormimos, e portanto, num momento de relaxamento? Isso acontece porque na hora do sono nosso corpo relaxa e faz um balanço de tudo o que gastou e repôs ao longo do dia e, quando há falta de algum nutriente, ele reage mesmo se estamos dormindo. Outra situação provável durante o sono é o relaxamento brusco do músculo contraído durante todo o dia. O corpo está reagindo ao que não apresenta equilíbrio ou sofreu o impacto do relaxamento brusco provocado pelo sono depois de um dia inteiro de contrações.

Relação da cãibra com o esporte

As cãibras estão associadas a uma série de condições não relacionadas com o esporte ou exercício. O suor e a diurese excessiva podem causar uma hiponatremia (queda do sódio sérico). Isso é importante porque o organismo começa a utilizar sódio dos músculos quando as suas principais fontes de glicogênio acabam. Quando isso acontece pode ocorrer uma hiperritabilidade em algumas terminações nervosas que ficam hiperexitadas, provocando um estresse mecânico ao seu redor. Resultando em contrações espontâneas dos músculos, ou seja, nas cãibras.

É importante salientar que as deficiências de outros minerais como cálcio, magnésio e potássio também podem causar cãibras musculares e problemas neuromotores. A falta de condicionamento físico e a fadiga também podem ser responsáveis pelas cãibras. Uma prova disso é a sua maior frequência em atletas iniciantes, pouco preparados ou mal assessorados por um profissional da área.

Doenças que favorecem as cãibras

Na insuficiência renal aguda ou em pacientes que realizam hemodiálise, esses sintomas podem ocorrer mais comumente. Estas condições podem ser explicadas pela baixa concentração sérica de sódio no corpo. A administração de soluções salinas pode ajuda a combater os sintomas, causando alívio nas dores da contração muscular. Baixos níveis de cálcio e magnésio sérico também podem estar envolvidos no início dos sintomas. Entretanto nenhum destes desequilíbrios iônicos necessariamente tem que estar presente na gênese do problema.

Outros fatores que favorecem a ocorrência de cãibras são doenças como diabetes, doenças neurológicas ou problemas vasculares. Há algumas evidências que indicam que o uso de certos suplementos dietéticos como creatina pode aumentar os riscos de cãibras musculares.

Fatores de risco

Fatores que podem aumentar o risco de cãibras musculares incluem:

  • Idade avançada
  • Desidratação
  • Gravidez
  • Ingestão excessiva de álcool
  • Presença de doenças metabólicas.

Tratamento e Cuidados

Cuidados

Para aliviar a dor de cãibras musculares, você pode aplicar uma compressa quente ou fria nos músculos doloridos ao primeiro sinal de um espasmo. Você pode usar um pano quente, uma almofada de aquecimento, um pano frio ou gelo.

Se a dor não melhorar, tente tomar um medicamento anti-inflamatório de venda livre, como o ibuprofeno. Ele pode ajudar a esticar suavemente os músculos doloridos.

Cãibras musculares podem interromper o seu sono. Converse com seu médico ou médica sobre a necessidade de um medicamento para ministrar durante o sono e amenizar os espasmos musculares.

Se você tiver uma condição médica subjacente, discuta opções de tratamento com seu médico ou médica. Controlar a causa de cãibras musculares pode melhorar os sintomas e aliviar espasmos. Por exemplo, se você tem baixos níveis de cálcio ou potássio, podem ser receitados suplementos.

Outros cuidados para prevenir as cãibras incluem:

  • Alongar e aquecer a musculatura antes de iniciar a atividade física
  • Ingerir líquidos adequadamente
  • Se você pratica atividade física, considere tomar bebidas isotônicas
  • Tenha uma dieta equilibrada
  • Usar calçados adequados e confortáveis para práticas esportivas ou para quem fica muito tempo em pé
  • Manter uma dieta equilibrada com as vitaminas e sais minerais
  • Respeitar seu limite físico para não causar dores por exaustão
  • Evitar alimentos e bebidas diuréticas para amenizar a perda de nutrientes

Banana previne cãibras, mas sem exageros

Como é rica em potássio, um dos principais minerais responsáveis pelo equilíbrio hidroeletrolítico, a banana ajuda bastante na prevenção da contração, porém, se não houver a reposição dos demais nutrientes e sais minerais, a medida não é suficiente. Para seu efeito se tornar ainda mais poderoso, precisa ser aliado à reposição das demais substâncias necessárias para se alcançar o equilíbrio hidroeletrolítico, inclusive a água.

Alimentos que previnem cãibras

Para prevenir cãimbras, é importante consumir alimentos ricos em potássio, magnésio e cálcio, como os vegetais de cor verde escura. Outra maneira de evitar é estar bem hidratado e tomar água tônica, que tem quinino, uma substância que ajuda a diminuir as cãibras. Veja outros alimentos:

  • Sementes de girassol torradas
  • Abacate
  • Amêndoas
  • Espinafre
  • Batata
  • Beterraba
  • Banana
  • Brócolis
  • Aipo
  • Iogurte desnatado
  • Rúcula
PUBLICIDADE

Medicamentos para Cãibras musculares

Uma cãibra muscular pode ter diversas causas, de modo que o tratamento varia de acordo com o diagnóstico estabelecido pelo médico. Por isso, somente um especialista capacitado pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Os medicamentos mais comuns no tratamento de cãibras musculares são:

Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Cãibras musculares geralmente desaparecem por conta própria e raramente necessitam de cuidados médicos. No entanto, busque ajuda profissional se a cãibra:

  • Causa desconforto grave
  • Está associada com inchaço na perna, vermelhidão ou alterações cutâneas
  • Está associada com fraqueza muscular
  • Acontece com frequência
  • Não melhora com o autocuidado
  • Não está associada a uma causa óbvia, como exercício extenuante.
PUBLICIDADE

Na consulta médica

Especialistas que podem diagnosticar a tratar as causas de cãibras são:

  • Clínico geral
  • Fisioterapeuta
  • Fisiatra
  • Educador Físico

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
  • Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quando os sintomas começaram?
  • Os sintomas são graves e/ou frequentes?
  • Alguma coisa parece causar o sintoma, como exercício físico?
  • Você desenvolve cãibras mesmo enquanto está em repouso?
  • O alongamento aliviar suas dores?
  • Você tem outros sintomas, incluindo fraqueza muscular, dor ou dormência?
  • Você tem parentes próximos com histórico de cãibras musculares?
  • Você já notou qualquer alteração na urina após o exercício?
  • Você usa algum tipo de droga recreativa ou para o esporte?

Não hesite em fazer outras perguntas, caso elas ocorram no momento da consulta.

Fontes e referências

  • Moises Cohen, ortopedista e traumatologia
  • Raul Santo, fisiologista
  • Bruna Mello, nutricionista
  • Bruno Lima Naves, angiologista e cirurgião vascular