Miopia: sintomas, tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Miopia?

Sinônimos: dificuldade de enxergar de longe, visão curta

A miopia (CID 10 - H52.1) é uma condição comum em que a pessoa vê objetos próximos com clareza, mas objetos mais distantes são borrados.

PUBLICIDADE

Qual é o grau de miopia?

O grau da miopia indica o quanto sua capacidade de focar objetos distantes está afetada. Pessoas com grau de miopia grave podem ver claramente apenas objetos a poucos centímetros de distância, enquanto aqueles com miopia leve podem ver claramente os objetos até vários metros de distância.

A miopia pode se desenvolver gradualmente ou rapidamente, muitas vezes piora durante a infância e adolescência.

A miopia tende a afetar membros da mesma família. Pelo menos 30 a 40% da população ocidental é afetada com miopia, segundo a Sociedade Brasileira de Oftalmologia.

Miopia e astigmatismo: são o mesmo problema?

É comum a confusão entre miopia e astigmatismo. Porém, a principal diferença é que quem tem astigmatismo possui dificuldade para enxergar tanto de perto quanto de longe; enquanto quem tem miopia tem dificuldade para enxergar de longe.

No caso do astigmatismo, a visão fica embaçada independente da distância dos objetos.

Miopia e hipermetropia: são problemas opostos?

A miopia e a hipermetropia podem ser considerados problemas opostos. De forma sucinta, a miopia é a dificuldade de enxergar de longe; enquanto a hipermetropia é a dificuldade de enxergar de perto.

Em indivíduos com a visão normal, os raios de luz passam pela córnea (primeira lente do olho), e quando chegam à retina, se juntam em um mesmo ponto para formar a imagem. Só que essa formação não funciona direito com quem tem miopia ou hipermetropia.

Na miopia, esse foco visual se forma antes da retina. Então o paciente tem dificuldade de enxergar objetos distantes.

Já a hipermetropia é o contrário. É quando o foco se forma depois da retina.

Tipos

Os tipos de miopia são diferenciados conforme a causa do problema.

Miopia degenerativa

A miopia degenerativa é um tipo grave e raro de miopia, sendo uma doença progressiva e normalmente associada a sérias lesões na visão. Pode levar à cegueira.

Miopia de curvatura

A miopia de curvatura é o tipo de miopia que ocorre quando a córnea ou o cristalino do olho possuem uma curva mais acentuada e incomum.

Miopia axial

A miopia axial é caracterizada por um globo ocular mais longo, sendo um dos graus mais graves de miopia; afinal, é uma doença evolutiva.

Miopia secundária (miopia de índice)

A miopia secundária, também chamada de miopia de índice, é resultado de degeneração ou deslocamento do cristalino, sendo mais frequente em pessoas idosas que possuem catarata ou glaucoma.

Miopia congênita

A miopia congênita é um dos tipos mais agravados de miopia, porém, é presente desde o nascimento e, portanto, costuma ter causas genéticas.

Causas

Para focar as imagens, o olho se baseia em duas partes críticas:

  • A córnea, a superfície frontal transparente do olho
  • O cristalino, uma estrutura clara dentro do seu olho que muda de forma para ajudar no foco dos objetos.

Num olho com a forma perfeita, cada um destes elementos de focagem tem uma curvatura lisa, como a superfície de uma esfera.

A córnea ou cristalino com tais curvas de superfície de curvatura refrata toda a luz recebida da mesma maneira e faz uma imagem perfeitamente focada na parte de trás do olho.

O que pode causar a miopia?

No entanto, se sua córnea ou lente não é uniforme e curva, os raios de luz não são refratados corretamente, e a imagem não fica igualmente focada. Isso faz com que a visão pareça borrada, dando origem à miopia.

A miopia pode ocorrer quando a córnea é curva demais ou, mais comumente, quando o olho é mais longo do que o normal.

Em vez de estar focado justamente na retina, a luz é focalizada na frente desta, resultando em uma aparência borrada para objetos distantes.

Fatores de risco

  • Hereditariedade: transmitida geneticamente de uma geração para outra
  • Estresse visual excessivo: atividades que exigem um maior uso da visão de perto

O principal fator de risco para a miopia é a hereditariedade. Hoje, acredita-se que o estresse visual excessivo e prolongado decorrente de atividades que exijam um maior uso da visão de perto possa estar associado a um fator de risco para o desenvolvimento da miopia.

[object HTMLInputElement]

.Esta doença geralmente é diagnosticada entre os oito e 12 anos. Os olhos estão em processo de desenvolvimento nessa idade, por isso a forma deles pode mudar. Adultos geralmente permanecem míopes se eles têm esta condição desde criança. O surgimento de miopia em adultos que não apresentavam a patologia na infância pode estar associado à diabetes descompensada ou catarata.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Sintomas

Sintomas de Miopia

Os sintomas de miopia podem incluir:

  • Visão embaçada quando se olha para objetos distantes
  • Necessidade de apertar os olhos ou parcialmente fechar as pálpebras para ver claramente
  • Dores de cabeça causadas por fadiga ocular excessiva
  • Dificuldade ao dirigir um veículo, especialmente à noite

Miopia na infância

A miopia é frequentemente detectada pela primeira vez durante a infância e é comumente diagnosticada entre os anos escolares. Uma criança com miopia pode:

  • Apresentar estrabismo
  • Precisar se sentar mais perto da televisão, tela de cinema ou na frente da sala de aula
  • Manter livros muito próximos durante a leitura
  • Parecer não ter conhecimento de objetos distantes
  • Piscar excessivamente
  • Esfregar os olhos com frequência
NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Se a dificuldade em ver claramente as coisas que estão longe é pronunciada o suficiente para impedir a execução de tarefas, marque uma consulta com um oftalmologista.

Ele ou ela pode determinar o grau de sua miopia e aconselhá-lo de suas opções para corrigir a sua visão.

Como nem sempre é fácil perceber os problemas na visão, é recomendada a realização de exames regulares para adultos e crianças.

Adultos

Se você está em alto risco de certas doenças oculares, como o glaucoma, faça um exame de vista a cada 2 anos, até 40 anos de idade. A partir dessa idade, faça exames anuais.

Se você não usar óculos ou lentes de contato, não têm sintomas de um problema ocular e não está em risco, recomenda-se que você faça um exame ocular nos seguintes intervalos:

  • Um exame inicial aos 40 anos
  • Entre as idades de 40 e 54: a cada 1 ou 2 anos
  • A partir de 55: anualmente

Se você usa óculos ou lentes de contato, é provável que você precise fazer consultas médicas regularmente. Pergunte ao seu oftalmologista com que frequência você precisa agendar seus encontros.

Mas, se você notar algum problema com a sua visão, marque uma consulta com o seu oftalmologista assim que possível, mesmo se você fez recentemente um exame de vista.

Visão turva, por exemplo, pode sugerir que você precisa de uma mudança de prescrição, ou pode ser um sinal de outros problemas oculares.

Crianças e adolescentes

As crianças precisam ser rastreadas para doenças oculares e ter sua visão testada por um pediatra ou um oftalmologista nas seguintes idades e intervalos.

  • Durante o período de recémnascido em visitas de rotina
  • Até a idade escolar em visitas de rotina ou quando surgir algum sintoma
  • Durante os anos escolares, a cada 1 a 2 anos

Na consulta médica

O oftalmologista é o profissional que pode diagnosticar a miopia. Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo.

Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

  • Lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram.
  • Histórico médico, incluindo outras condições e medicamentos ou suplementos que tome com regularidade.
  • Se você já tem óculos, leve-os para a consulta. O médico tem um dispositivo especial que ajuda a determinar qual o tipo de receita que você já tem.
  • Se você usa lentes de contato, leve uma caixa de lente vazia, ou uma caixa de cada tipo de contato que você usa.
  • Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

  • Quando os sintomas começaram?
  • A visão melhora ao apertar os olhos ou trazer os objetos para perto?
  • Há pessoas em sua família que usam lentes corretivas? Quantos anos tinham quando começaram a ter problemas com a visão?
  • Quando foi que você ou seu filho começou a usar óculos ou lentes de contato?
  • Você ou seu filho tem problemas de saúde, tais como diabetes?
  • Quais medicamentos ou suplementos são tomados regularmente? E nas últimas semanas?

Também é importante levar suas dúvidas para a consulta por escrito, começando pela mais importante. Isso garante que você conseguirá respostas para todas as perguntas relevantes antes da consulta acabar.

Para a Dra. Juliana Rocha, oftalmologista do Visão Institutos Oftalmológicos, em Brasília, algumas perguntas básicas incluem:

  • Será necessário usar lentes corretivas?
  • Quais são os benefícios e desvantagens de óculos?
  • Quais são os benefícios e desvantagens das lentes de contato?
  • Com qual frequência devem ser feitas consultas de acompanhamento?
  • Tratamentos mais permanentes, como a cirurgia do olho, são uma opção?
  • Se assim for, o que você recomendaria?
  • Quais os tipos de efeitos colaterais possíveis desses tratamentos?

Diagnóstico de Miopia

Exames

Um exame oftalmológico de rotina pode diagnosticar a miopia. O exame de olho inclui perguntas sobre a sua visão e um exame físico de seus olhos.

Oftalmoscopia, tonometria, um exame de lâmpada de fenda, e outros testes de visão também são parte de um exame oftalmológico de rotina.

Exames de vista devem ser feitos também em bebês e crianças.

Caso você ou seu filho apresente sintomas de problemas na visão, procure um oftalmologista, que fará um exame oftalmológico completo a fim de encontrar as possíveis causas para os sintomas.

Quando a miopia começa a surgir?

A miopia geralmente é diagnosticada entre os oito e 12 anos. Os olhos estão em processo de desenvolvimento nessa idade, por isso a forma deles pode mudar.

Adultos comumente permanecem míopes se eles têm esta condição desde criança.

O surgimento de miopia em adultos que não apresentavam a patologia na infância pode estar associado à diabetes descompensada ou catarata.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Miopia

O objetivo do tratamento da miopia é ajudar a focar a luz corretamente na retina através do uso de lentes corretivas ou cirurgia refrativa.

Lentes corretivas

Uso de lentes corretivas trata miopia por contrariar o aumento da curvatura da sua córnea. Tipos de lentes corretivas incluem:

  • Óculos
  • Lentes de contato

Cirurgia refrativa

Este tratamento corrige miopia por remodelar a curvatura da sua córnea. Métodos de cirurgia refrativa incluem:

  • Cirurgia LASIK
  • Cirurgia LASEK
  • Cirurgia PRK
  • Implante de lente intra-ocular

Todas as cirurgias têm algum grau de risco. Discuta os riscos potenciais com o médico.

Possíveis complicações desses procedimentos oculares incluem: infecção, cicatrizes na córnea, visão turva, perda de visão e aberrações visuais, como ver círculos ao redor das luzes à noite.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

Embora não seja possível evitar a miopia, você pode ajudar a proteger seus olhos e sua visão. Siga estes passos:

  • Faça exames regularmente
  • Controle condições crônicas de saúde, tais como hipertensão e diabetes
  • Sabia reconhecer os sintomas e busque ajuda médica
  • Proteja seus olhos do sol com óculos de sol com proteção UV
  • Coma alimentos saudáveis, ricos em vitamina A e beta-caroteno
  • Não fume
  • Se você usa óculos, tenha certeza de que a receita está correta
  • Use iluminação adequada para a visão ideal

Complicações possíveis

A miopia pode ser associada a várias complicações, tais como:

  • Redução da qualidade de vida
  • Fadiga ocular
  • Segurança comprometida, aumentando risco de acidentes de trabalho ou de trânsito
  • Glaucoma
  • Em casos graves, pode ocorrer rasgo e descolamento da retina
  • Cegueira
NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Prevenção

Prevenção

Infelizmente, não há maneiras conhecidas hoje para prevenir a miopia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Fontes e referências

  • Revisado por: Dra. Juliana de Souza Rocha, oftalmologista do Visão Institutos Oftalmológicos, em Brasília - CRM: 11567
  • Ministério de Saúde
  • Conselho Brasileiro de Oftalmologia