Você sabe se proteger das hepatites A e E?

Transmissão dos vírus é do tipo fecal-oral e pode ser evitada com medidas simples

POR LAURA TAVARES - PUBLICADO EM 28/07/2012

Hepatite é o nome dado a qualquer inflamação do fígado, mas, na maior parte dos casos, ela é causada por um vírus, que pode ser do tipo A, B, C, D e E. Os tipos agudos, ou seja, que manifestam sintomas em poucos dias são a hepatite A e a hepatite E. Embora o tipo E não seja tão comum no Brasil, o tipo A foi responsável por mais de sete mil casos somente em 2011, segundo dados do Ministério da Saúde. Os números apenas reforçam a importância do Dia Mundial das Hepatites, lembrado neste dia 28 de julho pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Mas essa dupla tem ainda outra característica em comum: a forma de contágio. De acordo com o infectologista Paulo Roberto Abrão Ferreira, professor da Unifesp e membro da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), a transmissão de ambos os vírus é do tipo fecal-oral. O tratamento, por sua vez, consiste apenas no controle dos sintomas, que vão de febre a alteração da cor das fezes e da urina. Mais importante que isso, entretanto, é conhecer a forma de prevenção, que pode ser feita com medidas simples. Você sabe quais são elas?

1/7

O que diferencia as hepatites A e E?

2/7

É possível contrair as hepatites A ou E por beber direto da latinha de refrigerante?

3/7

Copos e talheres utilizados por uma pessoa contaminada pelas hepatites A ou E:

4/7

Deixar frutas e legumes em água corrente por um minuto elimina o risco de transmissão das hepatites A e E?

5/7

Há vacinas disponíveis para as hepatites A e E?

6/7

Posso contrair hepatite A e E pelo consumo de peixe cru ou outros frutos do mar?

7/7

Posso contrair as hepatites A e E após manipular objetos como dinheiro?

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.