Osteopatia: entenda o que é e que doenças trata

A terapia hoje é aplicada por fisioterapeutas no Brasil e busca sempre a origem das dores para trata-las

ARTIGO DE ESPECIALISTA

Bernardo Sampaio
Fisioterapia - CREFITO 3:125.811F/SP
especialista minha vida

A osteopatia é um método que age como meio de diagnóstico e tratamento, que utiliza recursos manuais (ou seja, utilizando as mãos como instrumento de trabalho) para uma abordagem terapêutica do corpo e suas dores. A filosofia da osteopatia está fundamentada em um conhecimento profundo de anatomia e fisiologia humana. O tratamento através dela permite o reequilíbrio das funções do organismo e do funcionamento do corpo.

PUBLICIDADE

De acordo com a osteopatia, o foco maior do estudo e do tratamento é na origem da dor e não onde ela está localizada. Até porque a dor não é a causa principal da lesão, normalmente elas podem ser ocasionadas devido a um desequilíbrio. Por exemplo, um entorse de tornozelo pode ser um fator causal de uma dor no quadril e somente através de uma avaliação detalhada estes desequilíbrios serão expostos para a abordagem terapêutica.

Utilizada desde o ano de 1874 e criada pelo médico americano de nome Andrew Taylor Still, a osteopatia vem sendo estudada e aprimorada pelos praticantes do método em todo o mundo. No Brasil, existe uma regulamentação pelo Coffito (Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional) que qualifica o fisioterapeuta como profissional habilitado a ter essa especialização. Em outros continentes, como por exemplo, na Europa, existem conselhos específicos em que a osteopatia é uma profissão.


Indicações

A Osteopatia tem uma ampla indicação, podendo ser usada desde tratamentos pediátricos até tratamentos para indivíduos com idade mais avançada.

Com o conceito da busca da homeostasia, que é o equilíbrio das funções do corpo, a osteopatia atua em vários sistemas do corpo, como por exemplo, o sistema de músculo esquelético, responsável pelo nosso aparelho locomotor (músculos, ossos e articulações). A terapia foca no equilíbrio do corpo, portanto não se restringe a um foco maior em uma região específica.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Benefícios da osteopatia

Para a osteopatia o princípio de tratamento é a unidade do corpo, onde tudo está interligado e como todos os sistemas interagem entre si, para que o tratamento tenha o efeito esperado é necessário que eles estejam em equilíbrio. Portanto para o diagnóstico e cura é necessário o entendimento da fisiologia do organismo integrando todos os sistemas (visceral, craniano e estrutural).

Assim a indicação vai poder guiar a terapia de acordo com as necessidades de cada sistema, dependendo da avaliação e diagnóstico.

Como a osteopatia é feita?

O tratamento é guiado pelo princípio da autocura. Em inglês, do termo "find, fix and leave", ou seja, determinar a causa, tratar e deixar o corpo se reestabelecer.

Para isso, o paciente deverá passar por uma avaliação detalhada, em que todo o histórico dos sintomas será abordado e interpretado. Após isso serão feitos alguns testes específicos para a identificação da causa do problema e, em seguida, serão utilizadas técnicas manuais a fim de aliviar os sintomas.

A durabilidade do tratamento, incluindo quantidade de sessões e intervalo entre elas, depende da resposta sintomática de cada paciente, pois esta indicação acaba sendo particular para cada caso com o intuito de esperar a resposta do corpo de acordo com cada situação.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DESSA PUBLICIDADE ;)

Alie a osteopatia a...

O ideal é que ela seja realizada junto à doção de hábitos de vida saudáveis, como prática de atividade física e alimentação balanceada. Para potencializar o tratamento, é indicado abandonar velhos e nocivos hábitos, assim como o sedentarismo. Afinal, o foco é sempre a unidade do corpo e a manutenção da saúde.

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.