Cuidando de quem tem Alzheimer

SÉRIE DOENÇA DE ALZHEIMER

POR DANILO SALA - ATUALIZADO EM 14/07/2016

Cuidando de quem tem Alzheimer

Doença afeta não só o doente, mas também quem cuida dele

Cuidando de quem tem Alzheimer

De todos os prejuízos causados pela Doença de Alzheimer, talvez o mais sentido seja a mudança de toda a estrutura familiar. Confira no vídeo algumas dicas que ajudam a conviver melhor com esta triste realidade.

Pequenos esquecimentos. É assim que a doença começa a se manifestar. Por não ter cura, mesmo com a realização de um tratamento, a doença continua a evoluir. Aos poucos o cérebro do paciente vai perdendo suas capacidades e quem acaba tendo que supri-las é o cuidador.

Cuidadores
Mesmo em famílias numerosas, geralmente, há um membro que assume o posto de cuidador principal. Esta pessoa fica atenta à alimentação, ao vestuário e a qualquer outra dificuldade que o paciente encontre. Mas, muitas vezes, este cuidador acabando se sentindo sobrecarregado, o que causa sofrimento e estresse. Uma boa solução é arrumar um cuidador remunerado, dividir as tarefas com um familiar ou, até mesmo, internar o doente em uma instituição de longa permanência.

A importância da rotina
Ainda na forma inicial da Doença de Alzheimer, o paciente começa a sofrer uma confusão mental, tendo dificuldade em perceber em que dia está, qual é o horário ou se já se alimentou. Isso causa uma grande desorganização e deixa os pacientes agitados. Por isso, uma boa ideia é estabelecer uma rotina. Espalhar lembretes pela casa lembrando o paciente de apagar a luz ou desligar a TV pode ajudar a criar um hábito e encoraja o doente a fazer atividades sozinho.

Identificação
Muitos pacientes em estágio inicial saem de casa e esquecem onde estão. por isso, uma atitude que pode ajudá-los é pedir para usarem uma identificação com nome, endereço e telefone.

Outros cuidados também podem ajudar. Estimule o convívio social e familiar do doente e evite que ele fume ou beba álcool em excesso. É importante também não deixar de cuidar de si mesmo. Se você é cuidador, alivie o estresse fazendo exercícios físicos e procure ajuda quando sentir que é necessário.

Saiba mais sobre o tema em Tudo sobre a Doença de Alzheimer.

Todos os vídeos da série

Não deixe de consultar o seu médico. Encontre aqui médicos indicados por outras pessoas.